CEF 01 PARANOÁ

Pátio interno do CEF 01 do Paranoá

Código INEP: 53012429
Endereço: Quadra 03 – Área Especial 06
CEP: 71570-030
Telefone: (61) 3901 7562
E-mail: paranoacef01@gmail.com
Site:
Projeto Pedagógico: PP 2019


Equipe Gestora
Diretor: Flávio Roberto Pesquero Fraga
Vice-Diretor: Leonardo Valadares Campos
Supervisora: Vera Lucia Barreto de Oliveira
Supervisora: Carla Fernandes de Souza
Supervisora: Filomena Kiyoko Suzuki Miranda
Supervisor Noturno: Leonardo Dias de Morais
Chefe de Secretaria: Ronan Severino Botelho


CEF 01 

Escola Em Casa – Google Classroom

A plataforma “Escola em Casa DF” é a sala de aula virtual da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal, preparada especialmente para você! Por meio dela, poderemos retomar os nossos hábitos de estudos de forma segura e inovadora, permitindo a continuidade dos momentos preciosos de aprendizagem, interrompidos pelo surgimento da pandemia da COVID-19.
A plataforma é utilizada por meio do “Google Sala de Aula”, de acesso exclusivo para professores e estudantes desta Secretaria, para fins pedagógicos.
Nesse espaço, professores poderão se comunicar com estudantes realizando videoconferências, troca de mensagens, acesso a materiais didáticos, aplicação de avaliações, formação de grupos de trabalho, entre outras atividades.
Com isso, a Secretaria de Estado de Educação do DF pretende ampliar a assistência a professores e estudantes neste momento de crise. O objetivo é dar continuidade ao processo de aprendizagem com eficiência, prazer e dinamismo, apesar das consequências causadas pela pandemia do novo coronavírus.

ENSINO FUNDAMENTAL – ANOS FINAIS

 


Atendimento
Ensino Fundamental – Anos Iniciais (do 6° ao 9° ano);
Equipes de Apoio – Sala de recursos generalista – Ensino Especial Sala de recursos de Altas Habilidades/Superdotação
EJA – Educação de Jovens e Adultos

Turnos
Matutino: 07h30min às 12h30min
Vespertino: 13h10min às 18h10min
Noturno: 19h00min às 22h35min


Histórico
O Centro de Ensino Fundamental 01 foi a primeira e, durante muitos anos, única escola do Paranoá. Ela estava localizada em um lugar conhecido como Paranoá Velho. Quando houve a remarcação espacial do novo Paranoá, ela foi transferida para o local onde se encontra atualmente. Nesse tempo, a escola também tinha outro nome, era o Centro Educacional 01 do Paranoá.
A cidade já era reconhecida como região administrativa desde 1964, no entanto, sua área só foi delimitada e definida em 25 de outubro de 1989, fruto da resistência de uma população guerreira e cidadã. Assim, no espaço que conhecemos como o atual Paranoá só haviam algumas casas espalhadas ao largo da Avenida.
A escola estava inserida nesse contexto social precário e continuou assim durante muitos anos, atendendo estudantes do Ensino Fundamental e Médio, num total de quatro mil jovens.
A estrutura da escola era dividida em três alas sem muro. A primeira ala, que abrigava estudantes de 5ª e 6ª séries era feita de maderite e não possuía janelas. A segunda, abrigava estudantes das 7ª e 8ª séries e a terceira, o Ensino Médio. A escola também funcionava no noturno com turmas de 6ª, 7ª, 8ª e Ensino Médio.
As condições eram difíceis, o piso das salas eram de terra batida e cada uma delas abrigava, no mínimo, 50 estudantes, desse modo, eles tinham que dividir as cadeiras. Os cadernos ficavam apoiados nos joelhos, pois a escola não contava com mesas. Os estudantes só dispunham de um banheiro, sem rede de esgoto e os meninos e meninas eram separados por uma maderite.
Apesar das dificuldades a escola sempre celebrava as datas comemorativas com a ajuda dos pais e professores, especialmente as formaturas com seus trajes de gala, momento de grande orgulho e festa para a comunidade escolar.
Há uma história muito comovente sobre uma certa turma que ficou subitamente sem uma sala para as aulas. A sala havia sido por muito tempo um depósito e conservava um forte cheiro de mofo e cal. Criativos, professores e estudantes se protegeram debaixo das árvores para as aulas e o versátil madeirite servia de quadro de giz. Por essa época, houve um concurso de redação, promovido pelo Fórum do Paranoá, no qual os estudantes dessa turma se inscreveram e lograram o feito de ganhar os três primeiros lugares. É certo que, apesar das adversidades, é possível escrever um belo destino, pois muitos deles fizeram o Ensino Médio e se formaram no Ensino Superior, retornando para trabalhar na rede pública.
No final de 1998 o curso de Ensino Médio foi transferido para outro local e no CEF 01 permaneceu apenas o Ensino Fundamental.
Em 1999 foi criado um projeto de aceleração e o CEF 01 se transformou em reduto de recepção desse novo projeto, que acolheu cerca de 3.000 estudantes de 5ª a 8ª séries.
Nesse mesmo ano foi construído o muro da escola, entretanto era um muro de apenas um metro de altura, o que viabilizava o trânsito de pessoas estranhas no ambiente, tornando o local escuro e perigoso. A situação exigiu nova luta de pais, professores e estudantes, que programaram uma manifestação pública, com a participação da imprensa e do Sindicato dos Professores/SINPRO, para registrar sua indignação com a situação precária da escola. O resultado dessa manifestação foi a interdição do prédio pela Defesa Civil e a interrupção das atividades escolares para a reconstrução da escola.
A partir daí, a Secretaria de Educação do Distrito Federal realocou os estudantes no Centro de Ensino Fundamental 07 na 912 norte, até que a escola fosse construída. Os estudantes eram transportados diariamente para a escola, foram em seguida transferidos para a Escola Normal, até que em 2003 a nova escola foi inaugurada, no dia 1º de abril. A escola tem muito espaço, mas pode ser ainda melhor adequada ao público que atende.

Projetos
Os principais projetos da escola listados e se possível, com uma pequena explanação sobre cada um deles.